22 outubro 2012

Não vale a pena.

Estou querendo escrever algo, mas não consigo. Meus pensamentos não estão lá muito ordenados para colocar no "papel". Quero desabafar, mas não vêm as palavras. Escrever me dá uma leveza, eu fico me sentindo tão bem. É confortante. É como se eu não me sentisse sozinha. Não que eu seja sozinha, sempre há algumas pessoas perto de mim, mesmo que eu não queira ou que seja o que eu mais quero. Mas às vezes eu me sinto sozinha. Talvez seja por coisas que eu vejo ou leio, ou pela minhas paranoias. Tenho que ficar mais ligada na minha vida, no meu presente e no meu futuro. Esquecer o passado que só me deixa mal, mesmo que seja o passado, eu fico meio que com o pé atrás. Tem coisas que as pessoas leem que a gente não sabe como que elas podem reagir, o que elas podem pensar e tal. Eu tenho que parar com essa insegurança, com esse medo. As pessoas podem, sim, esquecer outras! E não é possível que não esqueceu até agora! E por mais que não pareça, de uns dois meses para cá, eu to mais confiante que isso está acontecendo.

Já dizia Cazuza:
"Decidi não ficar mais triste. Certas coisas não valem minha dor."

E quer saber?! Não vale MESMO! Minha paranoia vai acabar, não sei como, mas vai! Não importa o que eu ler ou ver.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Quero desesperadamente ser uma sacudidora de palavras para o mundo."
Markus Zusak


- Não esqueça de deixar o link do seu blog para que eu possa te visitar!