04 dezembro 2013

Mais uma para a minha história

Tumblr

Fiquei escondida no meu quarto o dia inteiro. Faltam quatorze minutos para o fim do dia e meus olhos, desde que acordei, estão inchados e avermelhados. A dor de fome no estômago é facilmente esquecida pela dor do peso que está em meus ombros, em minha consciência. Ecoa em minha mente a melodia da decepção: lágrimas caindo no travesseiro como batidas de uma percussão, mais alta que o barulho do ventilador e dos carros lá fora. Não consigo dormir. Não quero sair do meu quarto, vou fazer uma oca e sobreviver reclusa de tudo. Estou com vergonha. Recuso-me a olhar para as pessoas a minha volta.
"Vai ficar fechada nesse quarto por quanto tempo?"
Não importa quanto tempo vou ficar aqui, não podem me impedir de ficar jogada na minha cama molhada de tantas lágrimas. Não estou atrapalhando ninguém nem estou fazendo qualquer tipo de barulho, então me deixem em paz! Pelo menos vocês, porque minha cabeça não vai me deixar. Sou chicoteada pela imagem e pela frase o tempo todo. É difícil aceitar. Eu não quero aceitar.
Sou sempre a primeira a falar que somos novos e que ainda temos tempo de sobra para realizar o que queremos fazer. Porém, é tão mais fácil dizer isso para os outros que para nós mesmos... Eu não quero ter de esperar 6 meses, 1 ano. Quero agora. Por favor, eu quero agora...
Admito que é/será consequência dos meus atos errados, da minha falta de atenção e do meu nervosismo.
Não quero um ombro para escorrer de mim essa minha decepção. Ainda não. Talvez ainda há esperanças. A decepção é angustiante. Quanto mais você chora, mais vai se lembrar do motivo e mais vai sentir o peso do mundo sobre você. O peso do olhos de seus familiares, o peso dos olhos de seus amigos e colegas, o peso dos olhos de quem você não imaginava que ia te julgar tanto. Esse peso é nada mais que lancinante.
Por isso, quero ficar aqui sozinha. Lendo meus livros para me distrair, já que não posso fazer mais nada.
Este é mais um capitulo decepcionante da minha história.

2 comentários:

  1. As vezes penso em me trancar dentro desse quarto e ficar pra sempre!É bem mais fácil do que aceitar algumas realidades.
    Adorei o texto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, é muito mais fácil esquecer do mundo que enfrentar algumas coisas, mas é a vida, né! =/
      Que bom que você gostou do texto, obrigada!

      Excluir

"Quero desesperadamente ser uma sacudidora de palavras para o mundo."
Markus Zusak


- Não esqueça de deixar o link do seu blog para que eu possa te visitar!