03 fevereiro 2014

Acontece que o café sempre esfria



Adoro cafés. Essas mesinhas em calçadas largas são tão chamativas que nem espero mais que elas me gritem pelo nome; logo sento e peço o "de sempre". Forte com açúcar. E uma rosquinha conhecida como "forró-bodó" na minha terra, mas que nem todos lá sabem da existência do nome.

O café chegou, agradeci ao garçom e olhei em volta. Não sei o porquê. Não é da minha rotina fazer isso, mas hoje fiz. Algumas mesinhas encheram minha vista, mas algo chamou mais a atenção de meus olhos por trás do óculos. Barba por fazer, mas bem cuidada. Camiseta verde claro combina com os olhos castanhos. Tiro o óculos para observar melhor, ele me pega olhando-o, dá um sorriso tímido, levanta e vem em minha direção. Oi?

Sim, ele senta à mesa. À minha frente. Lindo, realmente. Conversamos enquanto bebo o café sem sentir seu gosto. Ele faz faculdade na federal da cidade; gosta de pingado*; seus olhos não são castanhos, são cor de mel; divide apartamento com dois amigos; gosta de viajar; prefere comédia a terror; conta os dedos dos pés; toca violão; comida favorita é lasanha; sobremesa: sagu; gosta de ler; sua cor favorita é verde; ama o mar; escuta blues, rock e mpb; toma café por amor, e não porque virou moda. Fico sabendo muito mais que deveria em pouco tempo de conversa. Conversamos por uma hora? Menos? Não sei. Continuo a beber meu café sem gosto. Descubro que ele é fotógrafo, e quer tirar uma foto minha, gostou do meu chapéu. Tudo bem, pode tirar.

O flash deve ter me acordado. Eu olhei novamente para o cara, ele me pega olhando-o, dá um sorriso tímido e vai para outra direção. Meu café, intocado, esfriou.


*Pingado é a mistura de um pouco de café e um tanto de leite.

10 comentários:

  1. que liindo texto *-* adorei rs' to seguindo e curtindo já amg
    http://blogeuvaidosa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Senhor, até eu acordei com o flash. Tava sonhando com o cara também. Eu faço muuuuito isso, principalmente no ônibus - não só crio o personagem, como também crio todo o nosso romance.

    Beijos, Luu
    Degradê Invisível

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho tão bom inventar situações assim, mas isso me causa um sério problema de expectativas. haha Mas fora isso, é maravilhoso!
      Obrigada, Luu!

      Excluir
  3. Que louco, postei no meu blog um texto que acontece em uma cafeteria e lógico, fala também sobre café. rs
    Adorei o seu texto, queria que tivesse acontecido de verdade poxa!
    Parabéns, mas até que por um "sonho" desse vale a pena o café esfriar né? rss

    Beijos,
    www.miragemreal.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aah, vou lá ler agooora! hehe
      Também que poderia ter acontecido, mas essa fica para a próxima crônica, talvez. E como vale!
      Obrigada, linda! *-*

      Excluir
  4. Que crônica apaixonanteee hauha, eu amo café e quando leio esses textos relacionados à ele, sei lá, acho tão legal! Adorei, parabéns cara! <3
    Beijos,
    Emi.
    www.thechatacherrie.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também gosto de crônicas relacionadas.
      Obrigada pelo carinho, Emi! =]

      Excluir
  5. Amei, amei e amei *-*
    Guria, como não descobri teu blog antes?
    Também tenho um blog só de crônicas de minha autoria, então rolou uma identificação muito grande, hehe :)

    Parabéns, tu escreves muito bem!
    Estou te seguindo :)

    Beijinhos!
    http://patriciapinheirotextos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Patrícia! Já sigo seu blog há muito. =}

      Excluir

"Quero desesperadamente ser uma sacudidora de palavras para o mundo."
Markus Zusak


- Não esqueça de deixar o link do seu blog para que eu possa te visitar!