02 setembro 2014

Sobre Academia de Vampiros

Sinceramente, eu estou agoniada. O mês de agosto foi mês de fotos de livros, mas também foi mês de apenas livros. Sim, livros específicos. Sendo um pouco mais precisa, hoje vou desabafar sobre a saga Academia de Vampiros, da Richelle Mead.

Foi mais forte que eu e ainda está dentro de mim. Simplesmente não me deixa seguir em frente. Não consigo ler nada e, quando tento, é horrível. Sempre que abro um livro, é como se eu esperasse ler a continuação do outro livro, mas não é e acabo achando o outro livro uma bosta. Eu sei, essa é a tal da ressaca literária.


Vai ficar bem extensa a resenha, mas são seis livros para tentar falar sem nenhum spoiler. Vocês não têm ideia do quanto é difícil falar desses livros. As sinopses dos livros são bem fracas e fazem parecer tudo bobinho e clichê, não mostrando o quanto a história é rica e maravilhosa. Ah, e não é romance. Se tem romance? Tem. Muito? Muito. É o principal tema? Não. Não é a história de Rose e Dimitri. É a história de Rose.

Tem amizade, tem traição de todo tipo de gente, política, psicopatas para todos os lados, depressão, amor e bêbados. Olha só, você nem precisa ler essa resenha. Esqueça isso e vá logo ler os livros, porque nada que eu disser vai mostrar realmente como essa série é incrível!

"Eu tinha um acordo permanente com deus. Concordara em acreditar na existência dele, contanto que ele me deixasse dormir até tarde aos domingos."
É bem difícil, mas vou tentar explicar para que vocês saibam mais ou menos como é. Na história temos duas raças de vampiros. Os Moroi que são vampiros do "bem", não matam e bebem sangue apenas para sobreviver. E os Strigoi que são vampiros do mal, imortais, imorais e só querem poder (isso não acontece por escolha, é da natureza deles). Temos também os dampiros, que são meio vampiros e meio humanos e possuem as melhores qualidades das duas raças (e eles não bebem sangue, apenas comida comum). Eles são treinados a vida inteira para proteger os Moroi de possíveis ataques Strigoi. É claro que essa é uma explicação bem simplificada, a coisa toda é bem mais complicada que isso.

Os Moroi têm uma sociedade monárquica. Há a rainha, as pessoas da realeza e as pessoas que não são da realeza. E como todo sistema, ele é completamente injusto para alguns, tem muita corrupção e muita coisa acontecendo por debaixo dos panos. Lissa Dragomir é uma Moroi que faz parte da realeza, que é bem diferente da que conhecemos, e é a última da linhagem Dragomir. Ela é aquela típica menina doce, meiga e sofre muito com problemas de depressão. Rose Hathaway - a protagonista e melhor amiga de Lissa - é uma dampira, que treina desde sempre para ser guardiã da amiga. Ela é o total oposto de Lissa, rebelde e boa de briga.

Bom, o livro O Beijo das Sombras começa com Rose e Lissa foragidas, vivendo entre os humanos há dois anos. Elas acabam sendo "pegas" pelos guardiões da Academia St. Vladimir (nome da série Academia de Vampiros) e voltam para a escola. Mesmo com o clima estudantil com total direito a panelinhas e garotas populares e invejosas, Rose e Lissa ainda estão cercadas pelo lado sombrio da história. Há algo muito errado com as duas, uma magia poderosa e desconhecida as ronda. E basicamente esse é o resumo chato e sem graça dos seis livros, que são maravilhosos.


Minha sincera opinião

O que mais gostei e achei super interessante na série é que ela é contínua. Não tem um único mistério para os seis livros que só vai ser desvendado no último livro. É tipo a vida, coisas acontecem e depois são resolvidas. Mas essas coisas têm consequências que geram mais problemas e assim por diante. Até o sexto livro. E você se pergunta: como diabos eles se metem em tanta confusão?

Vou falar a verdade, a escrita da Richelle nos primeiros livros estava um pouquinho ruim e os mistérios estavam muito óbvios para Rose e nós (leitores) descobríamos as coisas primeiro que ela. Razões para ela ter feito algumas coisinhas sem noção.

E mesmo com esse ponto, minha vida teve fim depois que comecei a reler os livros. Foram 20 dias, 2.417 páginas e algumas noites praticamente em claro. O segundo livro foi muito rápido. O terceiro foi ótimo, porém paradinho. Mas o fim foi tipo: Como assim?! Não pode! Não pode ser! Minha vida acabou, nada mais tem sentido. Então, a partir dele, as coisas ficam mais sérias, muito mais realista e Richelle melhorou bastante a escrita.

Acontece todo tipo de coisa com todos os personagens do livro. É tanta reviravolta! E Richelle consegue evoluir seus personagens de maneira incrível e não os deixa perder a essência de antes. Rose era uma bitch de carteirinha e bem que mereceu seus apelidos no primeiro livro, mas o tanto que ela cresce é surpreendente. Todos os personagens, os bons, os ruins, os mais ou menos, ela prestou atenção em cada um deles.

Uma coisa bem chata, é que todo mundo (todo mundo mesmo) idolatra Rose. Ela é foda? É. Linda? Também. Mas ela tem uma personalidade muito forte (não é tanto problema assim, mas o resto é), é egoísta, arrogante e é simplesmente inacreditável que todo mundo é totalmente compreensível com ela a todo momento. Ela vive pisando em Adrian e ele ainda faz de tudo para ela. Tirando Christian, que não engole Rose e sempre a contraria.

Claro, dá para entender que Rose faz o que faz sempre para proteger seus amigos e muitas das vezes os colocam na frente de seus próprios interesses. Mas eles só têm tantos problemas porque ela os coloca nessas situações na maioria das vezes. Alguns jogam isso na cara dela, o que é bom.

E Dimitri. Ah, o Dimitri. Como só o vemos através dos olhos de Rose, ele é aquele cara sexy, reservado, que te quer mais que tudo, mas não pode. O que nós sabemos sobre ele é o que ela pensa e o que ela vê. Mas Dimitri não interage muito na história, o que deixa o personagem e o romance proibido um pouco a desejar. Eu torcia muito para os dois, mesmo com a falta do Dimitri. E tudo fica melhor no sexto livro, que a interação de Dimitri vem em peso e nós o conhecemos muito melhor.

A série acaba com algumas questões abertas e acho que Richelle fez isso por causa do spin-off Bloodlines, que conta a continuação da história, mas na visão de outra personagem. Aliás, já comprei e logo mais farei a resenha de todos os livros de AV e de Bloodlines.

Vish! Ficou bem grande. Hahah Leram isso tudo?

Au revoir!

12 comentários:

  1. As sinopses dos livros geralmente não passam a ideia real das histórias. Essa é minha grande dificuldade na hora de escolher um livro só pela sinopse, o que faço muito de vez em nunca rsrs
    Bjs
    http://mulherzinhassa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente. Faz assim: antes de comprar o livro, leia as resenhas que tem por aí dele. Fica muito mais fácil saber se vai gostar ou não da história! =}

      Excluir
  2. Nunca parei para ler as sinopses dos livros dessa série, confesso. Confesso também que já li tantas resenhas sobre e nunca me empolguei, em meio a tantas negativas. Mas agora, sabendo mais da história e me deparando com uma opinião tão positiva sobre ela, surgiu uma vontade de lê-la. E lá se vai minha lista de desejados, crescendo cada vez mais. Amei a resenha. Beijos!

    http://frases-perdidas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, as sinopses deles são bem fraquinhas, como eu disse, os faz parecer livros bobinhos. Mas compre-os, sim! Ninguém tem a mesma opinião sobre uma coisa, vi resenhas deles que a menina odiou completamente a história. Mas eu gostei, tipo, é uma história totalmente diferente desses livros de vampiros que tem por aí. Richelle conseguiu fazer uma coisa tão simples e natural, que ficou lindo. haha
      Obriagada, Gabi! =}

      Excluir
  3. Já tinha visto essa série em uma livraria que costumo ir e fiquei bem tentada a comprar, mas li a parte de rás do livro e não me pegou, sabe? Não fiquei entusiasmada nem nada... E até então não tinha lido nada a respeito, e confesso que curti um pouco. Parece ser bem jovem, bem movimentada, cheia de expectativa e de confusões (que eu gosto bastante). Então se eu tiver uma nova oportunidade de comprar, vou arriscar para ver se vale mesmo a pena :)

    Beijos,
    Blog Coisas de Vih | Fanpage

    P.S.: Achei o conteúdo daqui tão bacana que até segui hahaha adorei de verdade :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem isso mesmo que você disse, Vih. Ela é bem movimentada, toda hora tem algo que Rose tem que fazer para salvar alguém! E compre sim, é uma série maravilhosa!

      Obrigada pelo carinho! *-*

      Excluir
  4. sei como se sente! porém eu ainda quero mt ler,apesar de vc n ser a primeira dizer isso!
    bjs,

    http://opslia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito boa a série, de verdade! Leia sim! *-*

      Excluir
  5. Oi Ângela :)
    Essa série também tem cá em Portugal, mas a editora deixou ela a meio, então eu penso que nunca vou ler, porque infelizmente não sei ler inglês, e não vou começar a ler uma série que não vai até o fim né? Mas tenho pena :S
    Beijo
    www.fofocas-literarias.blogspot.pt

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Jessie, que pena! ={
      É uma série muito boa, não deveriam deixá-la pela metade. Procure na internet que às vezes tem os livros em pdf e você pode lê-los no computador (eu não sou muito fã, mas é uma boa).

      Excluir
  6. Eu nunca li essa série. :0 e eu amo histórias de vampiros. <333

    Entrou na minha lista com certeza.

    Teu blog é lindooooo ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaaah, leia logo! É uma ótima série e é pouco conhecida. ;(

      Obrigada, linda! *-*

      Excluir

"Quero desesperadamente ser uma sacudidora de palavras para o mundo."
Markus Zusak


- Não esqueça de deixar o link do seu blog para que eu possa te visitar!