26 fevereiro 2015

Você, apenas você


Eu costumava imaginar que amaria uma pessoa que me trouxesse o que tem de melhor para mim. Paz, conforto e que me aceitasse exatamente como sou.
Aí eu conheci você.
E você não me trouxe nada disso. risos
Ao invés de paz, você me trouxe novidades, um mundo diferente do qual eu achava conhecer. Ao invés de conforto, você trouxe uma nova forma de pensar, sentimentos e lugares para conhecer. E, ao invés de me aceitar como sou, você me fez descobrir que eu posso ser muito melhor.
Mesmo tendo gostos parecidos, somos muito diferentes um do outro. E mesmo sendo uma frase bem clichê, é exatamente isso que deixa tudo perfeito.
O "normal" seria que eu desejasse de todo o meu coração que você nunca mude, que você continue sendo essa pessoa que eu amo. Mas, na verdade, quero que a cada nova fase da nossa vida, você continue mudando, porque assim você continua mudando minha vida e me tornando melhor.



Obs: Obrigada por esses três anos juntos, foi tudo maravilhoso!
Obs2: A qualidade da foto não importa. Vlw Flw.

20 fevereiro 2015

Intensidades

We Heart It
Tenho andado longe de você e, agora que parei um pouco de pensar em tudo que estou fazendo, percebi que talvez seja por isso que estou voltando a transbordar. Por mais que eu tente segurar, nem o som do mar, que eu me forço ouvir quando preciso me acalmar, está funcionando.

Eu sei, eu preciso voltar. Não é só você que me olha com cara de cachorro perdido na mudança. Minha sanidade chama por você todas as noites. Noites tumultuadas. Sem mar. Sem você.

Nada me deixa tão tranquila quanto você quando está por perto. Livros não fazem o mesmo efeito, a criatividade se esvai de mim e as cores não são mais tão brilhantes. Essa falta de intensidade some com a graça das coisas.

Tenho um sonho. Um sonho desconhecidos por todos, mas tão bom que chega a ser azul. Azul da cor do mar. Azul da cor da intensidade. Porque o mar é intenso e tudo que eu preciso quando você não está aqui é dele. Mentira. Preciso dos dois. Porque sou feita de intensidade. E peço desculpas por isso, por multiplicar tudo por cem, mil, das dores aos amores.

Só sei ficar nas extremidades.

E agora estou voltando para você, 
Querido Diário.