03 abril 2015

Primeiro mês de faculdade


O dia de ontem foi quase uma data comemorativa. Ontem completou um mês que estou na faculdade. Parece que ainda não dá para acreditar, mas estou muito feliz! Para quem não sabe, estou cursando Comunicação Social na Universidade do Estado de Minas Gerais na minha cidade.

É algo totalmente novo e diferente. Estar em um lugar que você não tinha o costume de ir e encontrar pessoas com culturas totalmente diferentes da sua, é tanto assustador quanto engraçado. Cada dia teve um desafio diferente, como ter pouco tempo para arrumar e lanchar e, às vezes, ter que quase correr atrás do ônibus. Mas foram dias especiais, e acho que vou lembrar desse sentimento "novo" por muito tempo ainda. Além disso, estou me adaptando a uma nova rotina que é bem diferente da que eu tinha antes. Não gosto mesmo de rotina, mas ainda não consegui dormir o suficiente depois dessa mudança (outro dia falo mais sobre isso).

A primeira semana pode ser resumida em "frio na barriga". Primeiro dia foi trote e, na real, eu e todo mundo estávamos parecendo massa de bolo sem bater. Leite vencido, farinha, iogurte vencido, fubá, sardinha, óleo, ovo... Ah, e tinha a pinga. No outro dia, mal conseguia andar direito porque fomos obrigados a andar uns dois km de elefantinho. Enfim, essa é a integração que meus amados veteranos prometeram que teríamos. Depois, mergulhei de cabeça nesse novo mundo, porque é pra isso que eu estou lá, quero aprender tudo que tenho direito.

Assim que passou a fase assustadora, começou a ser gostoso descobrir tanta coisa diferente, fazer amizade com o pessoal da minha sala e discutir sobre o que é bolacha e o que é biscoito. Já cantamos muito no karaokê de terça-feira, comemos brigadeiro demais e estamos atolados de fichamentos para fazer. Conhecemos professores escrotos e professores legais. E até agora, a matéria que estou mais gostando é Redação Jornalística, apesar de querer partir para a área da publicidade.

O primeiro mês passou e já estou me acostumando com a ideia de que não vou conseguir ler todos os livros que queria ler esse ano e que não irei comprar nenhum. Não sobra tempo para eu fazer muita coisa, mas espero conseguir conciliar tudo isso mais o tempo com meu namorado e amigos para dar tudo certo! haha

@angela.guidi
Agora vi para quê realmente existe feriados prolongados: para dar tempo de ler todos os livros e fazer todos os trabalhos da faculdade. E é o que vou fazer agora. 


Au revoir.